9 Índices das bolsas no mundo que todo investidor deveria conhecer

9 Índices das bolsas no mundo que todo investidor deveria conhecer

Quem deseja investir em ações precisa conhecer os índices das bolsas não apenas no Brasil, mas no mundo. Eles trazem informações sobre o mercado e podem impactar os investimentos realizados. Além disso, muitos mercados estão relacionados e, assim, afetam outras regiões do planeta.

Um grande exemplo é quando se fala das economias fortes, como os Estados Unidos, Europa e alguns países da Ásia. Uma movimentação alta em uma bolsa pode fazer com que outras subam, e o inverso também acontece. Assim, elas podem impactar também o Brasil.

Diante disso, vamos apresentar nove índices das bolsas no mundo que todo o investidor precisa conhecer. Continue a leitura e confira!

1. S&P 500

Esse é um dos principais índices da New York Stock Exchange (NYSE), a bolsa de Nova Iorque. Fundada em 1972, atualmente ela é a maior bolsa do mundo, localizada em Wall Street. Desde 2017, ela é administrada pela NYSE Euronext.

O índice S&P é composto por 500 ações das companhias mais negociadas na bolsa. Aqui, vale destacar que não são apenas papéis da NYSE que são considerados. Os disponíveis na Nasdaq, outra bolsa norte-americana, também entram no cálculo.

Dessa forma, o índice traz resultados das duas maiores bolsas no mundo. Portanto, é considerado o principal indicador sobre o mercado de ações dos Estados Unidos e do globo.

2. Dow Jones

O Dow Jones é outro índice importante da NYSE. Desenvolvido por Charles Dow, ele pode ser referenciado como DJIA, Dow 30 ou INDP. Criado no final do século XVIII, os anos de tradição fazem com que ele também sirva de parâmetro para a economia dos Estados Unidos.

Contudo, ele faz a cotação considerando apenas as 30 maiores empresas dos Estados Unidos negociadas na NYSE ou na Nasdaq. Portanto, normalmente o índice deve ser utilizado em conjunto com outras ferramentas para avaliar o mercado americano.

3. Nasdaq Composite

A Nasdaq Stock Market (NASDAQ) é outra bolsa de valores localizada em Nova Iorque e que figura entre as maiores do mundo. Um dos destaques é a participação de empresas voltadas aos diversos ramos da tecnologia.

O índice de mercado utilizado é o Nasdaq Composite, que pondera mais de 3.300 Ações listadas na bolsa. Em geral, ele demonstra como está o desempenho das empresas do ramo de tecnologia para os investidores interessados no setor.

Devido a sua importância, ele está ao lado do Dow Jones e do S&P 500 na lista de índices mais seguidos do planeta.

4. SSE Composite

O SSE Composite é um índice da China, referente à Shangai Stock Exchance (SSE), a maior bolsa do país. Ela é controlada por uma comissão que regula o mercado – semelhante à Comissão de Valores Mobiliários (CVM), ao contrário das outras bolsas do país, que são instituições privadas.

O índice SSE é baseado em todas as empresas da bolsa. Por causa disso, ele representa de forma mais precisa os resultados obtidos. Como consequência, é um bom indicador sobre a economia do país.

5. HSI

A Hong Kong Stock Exchange (HKSE) é a bolsa de valores de Hong Kong que, até 1921, estava sob controle da Inglaterra. Agora ela funciona de forma independente e se tornou uma das principais da Ásia. 

O seu índice é o Hang Seng Index (HSI), o principal indicador de desempenho do mercado de Hong Kong. Ele traz um resultado ponderado sobre o mercado de capitalização das maiores empresas negociadas.

Para isso, são usados resultados de subsetores da indústria, finanças, serviços públicos e fundos de investimento. Vale ressaltar que a bolsa é mais aberta aos estrangeiros, diferentemente do que acontece com a bolsa de Shangai.

6. Euronext 100

Esse é um dos principais índices utilizados pela Euronext, a maior bolsa de valores da Europa. Formada por múltiplos países, ela surgiu da união das bolsas de Paris, Bruxelas e Amsterdã, em 2000.

As bolsas de Lisboa e de Londres também se uniram à Euronext. O índice Euronext 100 é, portanto, um indicador blue-chip que apresenta as 100 maiores e mais líquidas ações das bolsas da Europa.

Ele é revisto de forma trimestral e reflete as 100 empresas mais capitalizadas e negociadas. Por causa disso, é um importante índice da Europa, que serve também de referência para avaliar as carteiras de Ações da região.

7. FTSE100

A sigla FTSE trata de Financial Times Stock Exchange, que conta com 3 índices financeiros chamados de Footsie. Entre eles, o FTSE100 se destaca, pois acompanha as 100 maiores empresas listadas na London Stock Exchange (LSE) — a Bolsa de Valores de Londres.

Ela é a segunda maior bolsa da Europa e uma das mais antigas do mundo. Aqui, o índice FTSE100 representa cerca de 80% do valor do mercado da LSE. Por causa disso, ele pode ser considerado uma representação do cenário econômico britânico.

Como consequência, é bastante utilizado como um dos critérios de avaliação da economia da Europa. O índice é revisado a cada trimestre: em março, junho, setembro e dezembro.

8. TSX

A Toronto Stock Exchange, a Bolsa de Toronto, no Canadá, também se destaca no mundo: está entre as 10 maiores. O TSX é um dos principais índices utilizados e proporciona uma referência sobre o mercado de alta capitalização das ações canadenses.

O índice também é revisado a cada quatro meses e conta com dados das 250 maiores empresas da bolsa. Por sua importância no mercado, o TSX pode ser usado como forma de medir a situação econômica do país.

9. Ibovespa

Também chamado de IBOV, ele é o principal indicador médio de desempenho da B3, a bolsa de valores brasileira. Ela é a maior bolsa da América Latina, resultado da união entre a Cetip e a BM&FBovespa.

O Ibovespa é formado por Ações das companhias mais negociadas no mercado brasileiro. Ele é calculado com base nos últimos 12 meses, com rebalanceamento a cada 4 meses — em janeiro, maio e setembro.

Pela metodologia utilizada, ele é visto como um termômetro do mercado de ações no Brasil. Assim, o IBOV pode ser consultado por investidores que desejam avaliar o desempenho de sua carteira em comparação com o benchmark.

Conhecendo estes 9 Índices das bolsas no mundo, fica mais fácil entender quais informações acompanhar em relação aos investimentos ao redor do planeta, certo?

Esperamos que o conteúdo ajude a basear a composição e a administração da sua carteira de Ações!

Você precisa de suporte para conhecer investimentos disponíveis no mercado brasileiro – ou até mesmo no mercado internacional? Entre em contato e conheça os serviços da Zahl Investimentos!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *