Entenda de Uma Vez Por Todas se Debênture é Renda Fixa ou Variável

Entenda de Uma Vez Por Todas se Debênture é Renda Fixa ou Variável

Muitas pessoas ficam em dúvida se a debênture é renda fixa ou variável, já que, à primeira vista, pode apresentar alguns elementos que mesclam características desses dois tipos de ativos. 

Está confuso? Não se preocupe! Neste artigo, vamos esclarecer esse questionamento e você sairá daqui entendendo tudo sobre o assunto. 

O que são debêntures?

Antes de descobrir se debênture é renda fixa ou variável, é importante saber do que se trata esse ativo. São títulos de crédito emitidos por empresas que podem ser de capital aberto ou não. 

Ao investir nesses ativos, é como se você emprestasse dinheiro às companhias. O recurso pode ser usado de diversas formas, por exemplo, construir uma nova fábrica, lançar um novo produto, expandir a operação e por aí vai.

Como retribuição a este empréstimo, você recebe uma remuneração acrescida de juros, que pode chegar na data de vencimento do título ou em outra data, dependendo do tipo de negociação. Os critérios dessa operação são definidos pelas empresas.

Debênture é renda fixa ou variável?

E como ocorre essa remuneração? É aí que entra a dúvida se debênture é renda fixa ou variável. 

De modo geral, esse ativo é considerado de renda fixa, porque no ato da negociação é possível saber qual será o retorno obtido com o investimento, sendo uma boa opção para alocar os seus recursos e garantir a sua proteção patrimonial em um ano eleitoral.

Contudo, nem tudo é preto no branco. As debêntures podem ter diferentes tipos de taxa:

  • prefixadas: você sabe exatamente quanto irá receber como retorno no momento da negociação;
  • pós-fixadas: a remuneração depende de algum índice econômico como o IPCA ou o IGP-M, que podem variar ao longo do tempo de acordo com o cenário econômico, portanto, não é possível ter certeza dos rendimentos no momento da negociação;
  • híbridas: mesclando os dois tipos de taxa.

Quais são os tipos de debêntures?

Existem sete tipos de debêntures disponíveis no mercado brasileiro. Conheça as principais características de cada uma delas:

 

  • debênture conversível: possui características de renda fixa e variável, podendo ser trocadas por ações na Bolsa de Valores, portanto, é possível ter uma participação nos papéis de empresas de capital aberto;
  • debênture simples: não podem ser convertidas em ações, de modo que você sabe exatamente o retorno no ato da negociação;
  • debênture incentivada: emitidas por empresas que atuam em setores estratégicos da economia brasileira, como energia, logística, saneamento, transporte, dentre outros. Por isso, elas têm alíquota zero no imposto de renda, mas ainda precisam ser declaradas;
  • debênture comum: não possuem isenção no imposto de renda;
  • debênture permutável: podem ser trocadas por ações, mas não da companhia que emitiu os títulos;
  • debênture perpétua: não possui prazo de vencimento definido previamente;
  • debênture participativa: o investidor tem participação no lucro das empresas.

 

As debêntures podem ser uma boa alternativa para compor o seu portfólio de ativos. Confira o artigo que fala sobre o que uma carteira de investimentos bem diversificada deve conter e descubra quanto alocar desses investimentos!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *