Diversificação: a melhor estratégia para alavancar seu patrimônio!

Diversificação: a melhor estratégia para alavancar seu patrimônio!

Quando se começa a investir é comum ouvir o ditado “nunca coloque os ovos em uma mesma cesta”. A ideia é simples: caso um acidente aconteça, todos os ovos estariam perdidos, certo? Esta situação também pode ocorrer nos investimentos.

O cuidado de não investir em apenas um produto financeiro — ou em somente uma modalidade — evita que você se exponha excessivamente ao mesmo risco. Por exemplo, alocar todo o seu dinheiro em um banco o deixaria vulnerável a problemas vividos pela instituição, certo?

Contudo, se você tem quantias distribuídas em mais de um ativo, usufrui de maior segurança. Então, que tal saber como implementar esta estratégia de diversificação ao montar sua carteira de investimentos?

Continue a leitura e entenda como colocar em prática a diversificação e compor um portfólio sólido, que ajudará você a alavancar seu patrimônio ao longo do tempo. Acompanhe!

O que é a diversificação de investimentos?

A ideia de diversificar investimentos, como estamos mostrando, refere-se à estratégia de fazer escolhas diferentes em relação ao seu patrimônio. Assim, a carteira passa a mesclar riscos e rentabilidades variadas.

Alguém que tenha R$ 1.000,00, por exemplo, pode alocar tudo em ações de uma só empresa, ou pode diversificar – mantendo um valor em investimento de alta liquidez, outro em um produto de médio prazo e apenas uma parte em papéis da bolsa.

E por que tomar decisões deste tipo? O principal motivo é a diluição de riscos. Da forma como o valor foi dividido neste exemplo, o investidor consegue acessar uma parcela do seu dinheiro facilmente (investido no ativo com alta liquidez) e distribuir o restante do dinheiro em investimentos menos líquidos, de médio e longo prazo.

Essa escolha protege o investidor de ter prejuízos ao precisar resgatar os demais investimentos no curto prazo. Além disso, os objetivos do investidor são considerados e os riscos são manejados com maior eficiência.

Caso a carteira fosse composta apenas por papéis de uma única empresa, por outro lado, qualquer instabilidade poderia levar à desvalorização de todo o seu patrimônio. Distribuindo melhor os investimentos, os impactos de oscilações seriam reduzidos.

Como a diversificação funciona?

Com o exemplo prático, você conseguiu visualizar o que é a diversificação de investimentos. Ela funciona a partir de uma estratégia para distribuir seu patrimônio entre alguns ativos e produtos financeiros interessantes para o seu caso.

Não significa apenas escolher vários investimentos e aportar dinheiro neles. Na verdade, é preciso avaliar a função de cada um deles na sua carteira. Do contrário, a diversificação pode não apresentar os mesmos benefícios ou pode até mesmo aumentar os riscos.

Imagine que, para diversificar, um investidor aporte em muitos ativos ou tome decisões sem conhecer direito o funcionamento de alguns deles. Nesse caso, a estratégia não seria eficiente e os riscos seriam maiores – já que é perigoso investir sem conhecer o produto.

Então, diversificar não se limita a fazer diferentes escolhas. É preciso ter uma visão analítica da sua carteira e das opções disponíveis para montar um portfólio mesclado e interessante. Assim, fica mais fácil alcançar seus objetivos financeiros.

Quais são as vantagens desta estratégia?

De modo geral, a principal vantagem da diversificação é conseguir um equilíbrio eficiente entre rentabilidade e risco. No mercado financeiro, os dois elementos são proporcionais: quanto maior a possibilidade de rendimento, maior o risco.

Por isso, os ativos de renda fixa costumam ter rendimentos limitados, enquanto a renda variável é vista como alternativa para lucrar mais. Ao mesmo tempo, os primeiros são mais interessantes do ponto de vista da segurança, já que a bolsa apresenta alta volatilidade e risco.

Então, como combinar os dois aspectos de uma maneira vantajosa? Diversificando seus investimentos. Em vez de escolher entre aportar todo o seu patrimônio nos juros mais baixos da renda fixa ou colocar todo ele em risco na bolsa, você pode fazer novas combinações.

Aconteceria como o exemplo que você acompanhou acima: parte do dinheiro ficaria mais seguro e teria maior liquidez, enquanto outra parte estaria buscando rentabilidades acima da média para seu portfólio. Percebe como é possível mesclar as vantagens e desvantagens das alternativas?

Como diversificar seus investimentos corretamente?

Depois de saber o que é a diversificação e entender como ela funciona, é importante aprender a diversificar adequadamente sua carteira. Nem sempre é simples fazer isso, pois existem vários aspectos envolvidos.

Então confira nossas dicas para ter êxito nesta tarefa!

Identificar o perfil de investidor

O primeiro passo para começar a investir melhor é saber o seu perfil de investidor. Ele mostra qual é sua maneira de investir e quais são as escolhas mais adequadas para o seu caso — especialmente em relação ao risco.

Se o seu perfil é conservador, a carteira diversificada deve prezar pela segurança. Se for moderado, a abertura ao risco é um pouco maior, então o percentual de renda variável pode aumentar. Já os agressivos têm preferência por mais investimentos arriscados no portfólio.

Conhecer seus objetivos

Além de saber seu perfil de investidor para avaliar o que busca na relação entre risco e rentabilidade, também é importante considerar os seus objetivos. Afinal, os investimentos devem ser feitos baseados neles.

Atente, principalmente, para o prazo de cada objetivo. O ideal é que o vencimento dos seus aportes combine com cada uma das metas estabelecidas. Por exemplo, reserva de emergência é de curtíssimo prazo – logo, precisa ser alocada em ativos de alta liquidez.

No caso de existirem objetivos de médio prazo, você deve buscar investimentos que se aproximem do período em que deseja ter o dinheiro em mãos. Já para o longo prazo, é possível buscar ativos diferentes.

Ter cuidado com a falsa diversificação

Como você já percebeu, diversificar a carteira pode ser uma estratégia complexa, que depende da observação de vários aspectos. Assim, vale a pena ter um cuidado especial com o perigo da falsa diversificação.

Um investidor que tenha diversos produtos na carteira, mas todos de renda fixa, por exemplo, está se expondo apenas a um tipo de risco. Da mesma forma, aquele que investe na bolsa, mas somente em ações de vários bancos, não está diversificando de maneira eficiente.

Embora sejam empresas diferentes, elas são do mesmo setor. Consequentemente, um problema no segmento bancário afetará bastante seus investimentos. Então, fique alerta para não ter investimentos tão semelhantes assim – e diversificar de maneira equivocada a sua carteira.

Fazer rebalanceamento de carteira

Mais um ponto importante para diversificar com qualidade é saber quando modificar algo na carteira e rebalanceá-la. O investidor precisa sempre acompanhar seus resultados e verificar a necessidade de fazer eventuais ajustes.

Como a ideia é investir frequentemente para ter ganhos consistentes, é fundamental reavaliar os caminhos e observar sua carteira a cada período. Caso haja oportunidades para mudanças, coloque-as em prática – sempre considerando, mais uma vez, seu perfil e objetivos.

Contar com uma assessoria de investimentos

Um aspecto indispensável para saber como fazer a diversificação da carteira adequadamente é conhecer os investimentos que estão disponíveis no mercado. Desse modo, você avalia melhor as opções e decide como diversificar.

Por isso, uma assessoria de investimentos especializada pode dar o suporte que você precisa para tomar boas decisões de investimento. Trata-se de um serviço gratuito, que permite ao investidor contar o auxílio de profissionais especializados para entender – e conhecer – os produtos do mercado financeiro.

Desta forma, você sempre terá informações de qualidade para conhecer as alternativas e avaliar as melhores opções de investimento para você. E conseguirá construir uma carteira de investimentos diversificada e alinhada aos seus objetivos – impulsionando o seu patrimônio ao longo dos anos.

Que tal descobrir tudo o que uma assessoria de investimentos pode fazer por você? Entre em contato conosco e saiba como a Zahl Investimentos pode lhe ajudar!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *