LCI e LCA: como investir em renda fixa sem Imposto de Renda?

LCI e LCA: como investir em renda fixa sem Imposto de Renda?

Escolher investimentos em renda fixa exige atenção do investidor às características de cada opção. Risco, liquidez e rentabilidade, por exemplo, costumam ser os pilares na decisão. Nesse sentido, você sabe como investir em LCI e LCA?

Esses títulos apresentam vantagens em relação a outro fator importante: as regras de cobrança de Imposto de Renda (IR). Ela pode influenciar a rentabilidade obtida, então precisa ser incluída nos cálculos comparativos. O cuidado é essencial para não ter surpresas com descontos efetuados. 

Nesse cenário, a opção de investir em LCI e LCA pode se tornar atrativa. Quer saber como funcionam essas alternativas? Aprenda a seguir!

O que é LCI e LCA?

Se você ainda não está familiarizado com as siglas, saiba que LCI e LCA significam letra de crédito imobiliário e letra de crédito do agronegócio. Elas são emitidas por instituições financeiras com a finalidade de obter recursos para conceder créditos.

Nesse caso, os financiamentos e empréstimos concedidos a partir do capital obtido com as letras de crédito devem ser destinados ao mercado específico. Logo, a LCI deve ter seus recursos voltados ao setor imobiliário, enquanto a LCA deve financiar o agronegócio.  

Ambos os setores são promissores no Brasil, movimentando parte importante da economia. Isso faz com que as instituições tenham maior interesse em emitir os títulos, trazendo mais oportunidades aos investidores.

Quais as principais características das LCIs e LCAs?

As letras de crédito podem ser opções interessantes dependendo do seu perfil e objetivos. Porém, é preciso entender mais detalhes sobre elas para não errar. 

Entenda:

Rentabilidade

A rentabilidade das LCIs e LCAs varia conforme o título. Contudo, ela pode ser definida de três maneiras diferentes:

  • prefixada: indicando um percentual fixo para correção do valor;
  • pós-fixada: atrelando à rentabilidade a determinado índice, como o CDI (certificado de depósito interbancário);
  • híbrida: indica um percentual fixo e, também, um índice. Nesse caso, é comum encontrar opções atreladas ao IPCA (o índice da inflação). 

Riscos

Tanto as LCAs quanto as LCIs são consideradas investimentos de baixo risco. Além disso, elas contam com a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC). Ele oferece cobertura diante da falência e outros problemas da instituição emissora, que possam impedir o recebimento do valor investido. 

A cobertura do FGC é limitada a R$ 250 mil por CPF e CNPJ em cada instituição financeira. Também há um limite global de R$ 1 milhão, que é renovado a cada 4 anos. 

Liquidez

A liquidez trata da facilidade para converter a aplicação em dinheiro. No caso dessas letras de crédito, ela varia. Muitos títulos só permitem o resgate na data do vencimento ou, então, contam com um período de carência. 

A carência é um prazo mínimo que deve ser esperado antes de poder solicitar o resgate antecipado. Nessas situações, o título passa a ter liquidez diária após o cumprimento do período. 

Tributação

Como você viu, uma vantagem dos investimentos em LCI e LCA é que eles não cobram Imposto de Renda. Portanto, os rendimentos obtidos são repassados ao investidor sem a retenção do tributo. Esse fato pode deixá-los mais atrativos ao comparar os títulos de renda fixa.

Afinal, considerar apenas o percentual ou o índice de retorno, sem os impactos da tributação, pode alterar os resultados. Portanto, sempre considere os descontos aplicados em cada opção para fazer comparativos — além das demais características do investimento. 

Qual a diferença entre LCI e LCA e CDBs?

As letras de crédito são investimentos populares de renda fixa. Pelo funcionamento delas, podem ser confundidas com outros títulos bastante conhecidos — como os CDBs. Os certificados de depósito bancário também são títulos emitidos por instituições financeiras.

A rentabilidade e a segurança seguem as mesmas regras: é possível encontrar opções pré e pós-fixadas, além das híbridas, e há cobertura do FGC. Em relação à liquidez, é possível encontrar CDBs de liquidez diária sem carência.

Contudo, a principal diferença entre os títulos se dá na destinação dos recursos. Nos CDBs, não há obrigatoriedade de um segmento específico. Para o investidor, isso representa a diferença na cobrança de Imposto de Renda, já que os CDBs não contam com a isenção.

Nesse caso, os rendimentos são passíveis de IR, seguindo uma alíquota regressiva. Ela é aplicada conforme a duração do investimento até a data do resgate, da seguinte maneira:

  • aplicação com até 180 dias: 22,5% de IR;
  • aplicação entre 181 e 360 dias: 20% de IR;
  • aplicação entre 361 e 720 dias: 17,5% de IR;
  • aplicação com mais de 721 dias: 15% de IR.

Quais são as vantagens da LCI e LCA?

As LCIs e LCAs oferecem alguns benefícios aos investidores, que podem torná-las atrativas para a carteira. A primeira é a segurança, tendo em vista a segurança pelo FGC e o seu baixo risco. Ainda, por ser de renda fixa, há certeza de como será calculada a rentabilidade.

Além disso, elas podem oferecer uma rentabilidade um pouco maior que outras opções. A ausência de tributação pelo Imposto de Renda também potencializa os ganhos, já que não haverá desconto sobre os rendimentos. 

Entretanto, há algumas desvantagens: a baixa liquidez é a principal, tendo em vista que o resgate dependerá do cumprimento da carência. Caso precise de resgate antecipado, será necessário fazer a negociação no mercado secundário.

Como encontrar as melhores opções para investir em renda fixa?

Se você deseja encontrar alternativas para fazer aplicações em renda fixa, precisa saber como avaliá-las. As LCIs e LCAs podem ser bons investimentos dependendo do seu perfil e objetivos, mas as suas características também podem trazer limitações. 

Por exemplo, se você quer investir sua reserva de emergência e precisa de alta liquidez, provavelmente não verá tantos benefícios nesses títulos. Além disso, fique atento: nem sempre a ausência de IR significa maior rentabilidade.

Dependendo da diferença entre a rentabilidade oferecida, mesmo com o desconto, o rendimento de outras aplicações pode ser maior. Portanto, a dica para tomar as melhores decisões é estudar cada título e fazer comparativos dos rendimentos líquidos. 

Agora que você já sabe como investir em renda fixa sem tributação pelo Imposto de Renda, avalie as alternativas. Escolher uma LCI ou LCA pode trazer vantagens dependendo dos seus objetivos, porém, é preciso ter atenção a todos os detalhes do título para uma escolha mais segura.  

Quer conhecer opções para investir em renda fixa? Entre em contato com a Zahl para encontrar diversos títulos disponíveis no mercado, com e sem incidência de IR!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *