Notícias setoriais 30/10

Notícias setoriais 30/10

BEBIDAS

🔴 Vendas de cerveja da Ambev crescem 25%

O crescimento de 25% nas vendas de cerveja no Brasil puxou os resultados da Ambev no terceiro trimestre. O grupo, que também atua em outros países da América Latina e no Canadá, registrou uma receita consolidada de R$ 15,6 bilhões de julho a setembro, 30,5% mais que em igual período do ano passado. O lucro líquido recuou 8,9%, para R$ 2,3 bilhões. Os números vieram melhores do que projetavam os analistas de mercado.

COMMERCIAL PROPERTIES

🔴 Mercado de galpões bate recordes no 3º trimestre

O mercado de locação de galpões segue em franca expansão, não só no entorno da cidade de São Paulo, localização mais cobiçada por desenvolvedoras de projetos e por potenciais ocupantes, como também em outras regiões. O desempenho do segmento reflete, principalmente, o aumento da demanda de empresas de comércio eletrônico e varejistas com atuação em “e-commerce” por imóveis de qualidade e em localizações próximas a rodovias e centros de consumo.

🔴 Log acelera compra de áreas

A Log Commercial Properties está acelerando seus investimentos em terrenos como resposta à elevada demanda por galpões. Até o fim deste ano, a companhia já deverá ter estoque que possibilite desenvolver 600 mil m2 da área bruta locável (ABL) de 700 mil m2 prevista para ser adicionada a seu banco de terrenos até o fim de 2021, conforme o plano “Todos por 1”, anunciado há um ano.

ENERGIA

🔴 ISA Cteep lucra, avança com projetos e mira expansão

Operadora no segmento mais estável do setor elétrico, a transmissora ISA Cteep passou ao largo da volatilidade de curto prazo e obteve mais um trimestre de crescimento de suas principais métricas.

FINANCEIRO

🔴 Milton Maluhy Filho vai assumir presidência do Itaú

O Itaú Unibanco estará, a partir de fevereiro, sob a liderança de Milton Maluhy Filho. O executivo de 44 anos assumirá a presidência do maior banco do país no lugar de Candido Bracher, que chega em dezembro a 62 anos, idade-limite para ocupar o cargo.

🔴 Dólar, bolsa e ouro lideram ganhos em mês de alta tensão

Em meio a muito vaivém, o Ibovespa caminha para fechar outubro com sinal positivo. Dólar e ouro galgaram mais alguns degraus, enquanto na renda fixa alguns títulos do Tesouro estavam no vermelho. Ao que tudo indica, não vai ser fácil atravessar a arrebentação nos dois meses que restam para encerrar 2020.

MACRO

🔴 Déficit primário tem novo recorde, mas ‘empoçamento’ de verba também avança

O aumento expressivo das despesas para conter os efeitos da covid-19 tem puxado sucessivos recordes de déficit primário no governo central. Um valor expressivo de recurso, no entanto, continua “empoçado” nos ministérios. Em setembro, o déficit primário do governo central – que reúne Tesouro, Previdência Social e Banco Central – foi de R$ 76,2 bilhões, patamar mais alto para o período da série histórica, iniciada em 1997. Por outro lado, R$ 33,7 bilhões do limite autorizado para gasto não havia sido utilizado.

🔴 Estado de calamidade é possível em caso de 2ª onda, diz Guedes

O estado de calamidade poderá ser prorrogado, caso venha uma segunda onda do coronavírus, afirmou ontem o ministro da Economia, Paulo Guedes. Ele acrescentou que seria necessário criar um mecanismo permanente para acomodar novos episódios como o atual.

🔴 Ministro ataca Febraban e promete quebrar ‘cartel’

Na esteira da disputa interna que trava com Rogério Marinho, titular da pasta de Desenvolvimento Regional, o ministro da Economia, Paulo Guedes, atacou ontem a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) e prometeu “quebrar” com o “cartel” formado pelas maiores instituições financeiras do Brasil. Guedes acusa a federação de “financiar” estudos técnicos para Rogério Marinho e, ao mesmo tempo, fazer lobby pelo enfraquecimento do “ministro que está segurando a barra”, sem explicitar se estava falando de si. O objetivo da Febraban, segundo Guedes, seria furar o teto de gastos.

MEIOS DE PAGAMENTO

🔴 Stone ajusta proposta pela Linx

A Stone anunciou ontem um prêmio para o acionista da Linx se ele aprovar a proposta de incorporação da empresa em assembleia marcada para 17 de novembro: um acréscimo de R$ 0,50 ao valor inicialmente oferecido pelas ações da Linx. A nova proposta avalia cada ação a R$ 32,06 e representa 89,5 milhões a mais na oferta da Stone pela empresa, de R$ 6,4 bilhões. Se não vier essa aprovação dia 17, o prêmio perde validade.

🔴 Visa quer ser uma ‘rede de redes’ de pagamentos

Ainda com uma imagem muito ligada ao seu negócio tradicional de bandeira de cartões, a Visa vem se modernizando fortemente nos últimos anos, apostando na parceria com fintechs e no desenvolvimento de tecnologias para se tornar cada vez mais uma “rede de redes” de pagamento.

M&S

🔴 Usiminas vê alta de consumo de aço em 2021

Depois de reverter o prejuízo no terceiro trimestre, a Usiminas espera um mercado mais favorável em 2021. O presidente da companhia, Sergio Leite, afirmou que a recuperação da economia brasileira deve se manter no próximo ano. Segundo ele, o Produto Interno Bruto (PIB) deverá crescer em torno de 3,5% e o dólar ficará mais estável em 2021, em torno dos R$ 5,00. Isso tudo vai ajudar na alta do consumo aparente de aço.

🔴 Nexa Resources tem trimestre de alívio

Fortemente atingida pela pandemia de covid-19 no primeiro semestre, principalmente em suas operações no Peru, neste trimestre a Nexa Resources, mineradora controlada pelo grupo Votorantim, conseguiu respirar mais aliviada e já vê um cenário mais positivo para este fim de ano e primeiro trimestre de 2021. O lucro ainda não voltou ao balanço, mas os números operacionais mostraram sensível recuperação desde julho, disse ao Valor o presidente da empresa, Tito Martins.

OIL & GAS

🔴 Petrobras vai priorizar redução de sua dívida

A Petrobras ainda não decidiu se distribuirá ou não dividendos e juros sobre capital próprio (JCP) relativos a 2020, embora tenha sinalizado ao mercado que poderá fazer pagamentos mesmo se fechar o ano com prejuízo. A diretora financeira da companhia, Andrea de Almeida, disse que a empresa ainda monitora as condições do mercado, antes de decidir sobre a remuneração dos investidores, mas antecipou que manterá o foco no corte da dívida e trabalhará, se possível, para antecipar a meta de redução do endividamento.

🔴 Estatal manterá curva de produção intacta

O novo plano de negócios da Petrobras deve preservar a atual curva de produção da companhia para os próximos anos, apesar do corte de investimentos previsto, afirmou ontem o diretor de exploração e produção (E&P) da estatal, Carlos Alberto Pereira de Oliveira. A empresa anunciará os detalhes do novo planejamento estratégico 2021-2024 daqui a um mês, mas já vem dando algumas sinalizações do que pode vir pela frente.

P&P

🔴 Resultado da Suzano no 3º trimestre surpreende

Maior produtora mundial de celulose de eucalipto, a Suzano reportou resultados melhores do que o esperado no terceiro trimestre, embalada por vendas de celulose e papel acima do previsto, boa performance operacional e câmbio desvalorizado. Se não houver mudança brusca de rota, essa trajetória tende a se repetir nos três últimos meses do ano. “Foi um trimestre bastante positivo, com bons resultados operacionais, que mostra a resiliência da companhia”, disse ao Valor o presidente da empresa, Walter Schalka.

SANEAMENTO

🔴 Governador do Rio admite rever leilão de concessões da Cedae

O governador em exercício do Rio de Janeiro, Cláudio Castro, admitiu ontem a possibilidade de a Companhia Estadual de Águas e Esgotos (Cedae) não ter seus serviços de distribuição de água e coleta e tratamento de esgoto concedidos à iniciativa privada se o poder público concluir que a modelagem escolhida para o processo não atende aos interesses da população. Castro, no entanto, disse que a perspectiva é de que a licitação das concessões em 47 municípios, divididos em quatro blocos, ocorra em janeiro ou fevereiro do ano que vem.

SAÚDE

🔴 Fleury e OdontoPrev crescem com demanda reprimida

O Fleury e a OdontoPrev tiveram um forte desempenho no terceiro trimestre devido à demanda reprimida registrada nos primeiros meses do isolamento social.

SUPERMERCADOS

🔴 GPA venderá mais R$ 500 milhões em ativos

Entre as frentes de trabalho do Grupo Pão de Açúcar, duas devem evoluir mais nos próximos meses: o processo de cisão e listagem do Assaí na B3 e a venda de mais ativos do grupo no Brasil, que pode atingir R$ 500 milhões.

TECNOLOGIA

🔴 ‘Big Techs’ mantêm avanço no 3º tri

As grandes empresas de tecnologia, conhecidas como “Big Techs”, continuaram a honrar sua fama no terceiro trimestre fiscal. Facebook, Amazon, Apple e Alphabet, dona do Google, repetiram o crescimento bilionário de suas receitas que, somadas, alcançam mais de US$ 228 bilhões. Em lucro líquido, os destaques ficam para a Amazon, que triplicou seu resultado para US$ 6,3 bilhões, e a Apple, que alcançou US$ 12,7 bilhões, com uma redução de 7,4%, o único recuo nesse indicador no grupo de gigantes. Juntas, as Big Techs lucraram mais de US$ 38 bilhões nos três meses.

TELECOM

🔴 Highline está mais próxima da fibra do que da telefonia móvel da Oi

Depois de surpreender o mercado em julho com uma proposta de aquisição dos ativos móveis da Oi por mais de R$ 15 bilhões, a Highline do Brasil tende a concentrar seus esforços na disputa pela rede de fibra óptica da empresa em recuperação judicial, deixando de lado a competição com Claro, TIM e Telefônica pela operação de telefonia móvel.

VAREJO

🔴 LVMH vai comprar a Tiffany, com desconto

A LVMH concordou em prosseguir com a aquisição da Tiffany por um preço ligeiramente menor, aprovando um acordo de US$ 15,8 bilhões e encerrando um grande conflito desencadeado pela pandemia de covid-19, que ameaçava frustrar a maior aquisição já realizada no setor de artigos de luxo.

Fontes: Valor Econômico
Estadão
Folha de S. Paulo

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *