Notícias setoriais 01/06

Notícias setoriais 01/06

AÉREAS

🔴 Embraer perto de fechar empréstimo de US$ 600 milhões com BNDES e pool de bancos

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), em parceria com pool de bancos privados, deve conceder à Embraer financiamento de em torno de R$ 3,3 bilhões, ou cerca de US$ 600 milhões, segundo fonte próxima à negociação entre as partes. Os recursos serão usados para atender demanda de jatos executivos e comerciais da empresa para os próximos meses.

🔴 Presidente da Gol vê cenário de falências e fusões na aviação

Em um dos mercados mais abalados pela crise do coronavírus, o presidente da Gol, Paulo Kakinoff, diz que o setor de aviação está passando agora por um período que vai exigir sacrifício de todos. Além da negociação com fornecedores e arrendadores de aeronaves, ele cita a proposta de postergar a redução no custo da folha de pagamento dos funcionários. As companhias aéreas foram as primeiras a aderir às medidas de corte de salário na pandemia.

🔴 Latam pede que Chile reconheça processo nos EUA, para ampliar proteção contra credores

A Latam pediu reconhecimento da justiça chilena do processo de recuperação judicial pelo Chapter 11 aberto esta semana nos Estados Unidos como “procedimento principal”. O movimento indica que credores chilenos poderão ser atingidos por decisões que preservem a reorganização das companhias nos EUA e aponta para a reorganização de suas operações também no Chile. O pedido de reconhecimento de um procedimento estrangeiro como “principal” é um caminho para que haja a cooperação da justiça chilena com a norte-americana, de acordo com advogados especializados em recuperação judicial ouvidos pelo Estadão/Broadcast.

COMMODITIES

🔴 Petróleo e minério fecharam maio com fortes recuperações

O mês de maio trouxe recuperação nos preços das commodities. As cotações de petróleo e minério de ferro apresentaram aumento de 36,6% e 10,4%, respectivamente. Segundo analistas, essa melhora aconteceu principalmente por causa da queda expressiva dos preços no mês de abril, considerado o pico da pandemia no mundo.

E-COMMERCE

🔴 Dia dos Namorados deve ter vendas online de R$ 2,9 bilhões, alta de 18%

A despeito da crise, o comércio eletrônico deve crescer na próxima data comemorativa do varejo nacional – o Dia dos Namorados. A expectativa é de uma alta de 18% nas vendas online entre 25 de maio a 12 de junho deste ano em comparação com o mesmo período do ano passado, de acordo com a Associação Brasileira de Comércio Eletrônico (ABComm), gerando um faturamento de R$ 2,96 bilhões para o setor. A entidade espera um total de 9,76 milhões de pedidos, com tíquete médio das compras de R$ 303.

ENERGIA

🔴 BNDES pode ter de assumir 30% da operação de socorro ao setor elétrico

O Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) pode ter de assumir 30% da operação de socorro ao setor elétrico, cujo valor deve ficar em torno de R$ 16,1 bilhões. A Coluna apurou que os demais bancos participantes do pool aceitam entrar com valores entre R$ 1 bilhão e R$ 1,5 bilhão, o que aumenta a necessidade de recursos do BNDES.

🔴 BNDES prevê privatizar CEEE-D e CEB em 2020

Mesmo em meio à pandemia, o BNDES acredita ser viável realizar ainda em 2020 ao menos dois leilões de distribuidoras de energia: a Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE-D), do Rio Grande do Sul, e a Companhia Energética de Brasília (CEB), segundo Leonardo Cabral, diretor de privatizações do banco de fomento.

FARMACÊUTICO

🔴 Farmacêuticas aguardam CMED para reajuste

A indústria farmacêutica aguarda orientações da Câmara de Regulação do Mercado de Medicamento (CMED) para poder impor o reajuste médio de 4,08% em junho. Esse aumento dos medicamentos era para ter acontecido em abril, mas por causa da pandemia da covid-19 e por um acordo entre governo e setor, foi adiado por 60 dias. E, pela regra, pode ser implementado hoje. O adiamento só foi possível pela publicação de uma medida provisória (MP).

FINANCEIRO

🔴 Novo equilíbrio nas contas externas alivia pressão no câmbio

Depois de ficar bem próximo da marca de R$ 6 em meados de maio, o dólar passou por um firme alívio e recuou quase 10% em cerca de duas semanas. Além do ambiente mais favorável ao risco no exterior e da postura mais incisiva do Banco Central sobre distorções no mercado de câmbio, analistas defendem que um novo equilíbrio das contas externas têm contribuído para liderar esse movimento.

IMOBILIÁRIO

🔴 Média e alta rendas têm 2º tri desafiador

As incorporadoras de média e alta renda listadas em bolsa enfrentam um segundo trimestre bastante desafiador, do ponto de vista de lançamentos e vendas, que irá se refletir na composição da receita e do resultado líquido do período. Já as empresas com foco na baixa renda têm encontrado menos dificuldades para a comercialização de seus produtos e tendem a ganhar participação de mercado à medida que as marcas têm mais valor em um ambiente de incerteza.

MACRO

🔴“Deixa o cara governar”, sugere Mourão

Nas últimas décadas, segundo o vice-presidente Hamilton Mourão, o país foi governado pela esquerda e pela centro esquerda. Agora é a vez da direita e de alguns da direita extremada. “Isso é a alternância democrática. Deixa esse pacote passar. Se provar que funciona ele será eleito em 2022 e, se não funcionar, ele irá para o lixo da história”, disse o vice presidente em entrevista ao Valor. “Deixa o cara governar!”, completou.

🔴 Brasil é rebaixado ao ficar de fora do ‘G10 ou G11’ previsto por Trump

O anúncio do presidente Donald Trump de que quer reunir uma espécie de “G10 ou G11” em setembro, sem mencionar o Brasil, representa um retrocesso constrangedor à posição brasileira na governança global, uma espécie de rebaixamento para a segunda divisão da ordem internacional.

MEIOS DE PAGAMENTO

🔴 Pagamento instantâneo já atraiu 140 instituições financeiras

Dados do Banco Central mostram que 140 instituições financeiras, entre elas bancos, fintechs e empresas de pagamento, já pediram autorização para oferecer o pagamento instantâneo desde o lançamento, de acordo com dados coletados até 28 de maio.

OIL & GAS

🔴 Petrobras conclui venda

A Petrobras concluiu na sexta-feira a venda de sua participação em sete campos de produção terrestres por R$ 676,8 milhões. Os campos, localizados na Bacia Potiguar, no Rio Grande do Norte, foram comprados pela SPE 3R Petroleum, subsidiária da 3R Petroleum e Participações. O valor pago inclui ajustes previstos no contrato. A Petrobras detinha 100% de participação em seis dos sete campos (Aratum, Macau, Serra, Salina Cristal, Lagoa Aroeira e Porto Carão). No campo de Sanhaçu ela era dona de 50%. Em comunicado, a Petrobras diz que a operação está alinhada à estratégia de otimização de portfólio e melhor alocação de capital, passando a concentrar cada vez mais seus recursos em águas profundas e ultra-profundas.

SANEAMENTO

🔴 Copasa terá de investir R$ 22 bi para universalizar

A Companhia de Saneamento de Minas Gerais (Copasa), que acaba de entrar para a carteira de privatizações do BNDES, calcula que precisará investir entre R$ 22 bilhões e R$ 25 bilhões para universalizar o acesso a água e esgoto nos mais de 600 municípios onde atua.

SAÚDE

🔴 Número de mortos cai acentuadamente em 24 horas

O Brasil registrou acentuada redução no número de mortes por covid-19 nas últimas 24 horas, conforme divulgado na noite de ontem pelo Ministério da Saúde.

TURISMO

🔴 Mercado de viagens lança movimento sobre turismo na pandemia

Abalado pela pandemia, o setor de turismo vai lançar nesta segunda (1º) o Movimento Supera Turismo Brasil, fundado por entidades como Abav, Abracorp, Braztoa e empresários do ramo, como Carlos Prado e Aldo Leone.

VAREJO

🔴 China volta a produzir, mas frete aéreo sobe até 200%

Superada a pandemia na China, a indústria eletroeletrônica brasileira viu o fornecimento de componentes importados se normalizar, mas sofre agora os impactos da alta nos preços do transporte de carga aérea. Levantamento feito pela Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee) com fabricantes do setor identificou aumentos que variam de 49% a 200% no frete aéreo, principalmente da China para o Brasil. O encarecimento está diretamente relacionado à redução drástica no número de voos comerciais.

🔴 Grandes marcas ignoram varejistas

Algumas das maiores marcas de alimentos do mundo estão concretizando ambições antigas de vender diretamente para os consumidores na pandemia, usando as perturbações causadas pelo coronavírus para ignorar varejistas.

VESTUÁRIO

🔴 Marisa planeja descumprir meta e abre negociação de dívida com banco

O consumidor já adotou um comportamento mais racional, passando menos tempo nas lojas reabertas e comprando apenas o necessário, segundo o comando da Marisa, varejista de moda com 360 lojas. Nesse cenário com mais incertezas, a rede passou a prever descumprimento de índices financeiros em contratos de dívida e abriu negociação com bancos.

Fonte: Valor Econômico

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *