O que é e como fazer o hedge cambial?

O que é e como fazer o hedge cambial?

Ao investir no mercado financeiro, é preciso ter um cuidado constante para manter a rentabilidade e o risco em equilíbrio. Já que a possibilidade de um lucro superior sugere um risco maior, é importante encontrar formas de proteger o patrimônio. Uma das estratégias usadas é o hedge.

Quando se trata especificamente de se proteger de oscilações na cotação de moedas, é possível recorrer ao hedge cambial. Com essa estratégia de proteção, você pode preservar o seu poder de compra em uma moeda estrangeira, mesmo que o real se desvalorize.

Quer entender como funciona o hedge cambial e aprender a usá-lo? Leia o artigo até o final!

O que é hedge e para que ele serve?

Antes de falarmos sobre o hedge cambial, é necessário entender o conceito de hedge. A palavra inglesa significa “cerca” ou “barreira”, e passa a ideia de segurança e proteção. Ou seja, ao fazer uma operação de hedge, você está protegendo seu capital de uma possível desvalorização.

O hedge surgiu relacionado aos produtores rurais. Essa é uma atividade que envolve riscos significativos, pois toda a produção é feita sem que se saiba a que preço o produto será vendido no futuro. Para ter mais estabilidade e segurança, os produtores passaram a negociar contratos futuros.

Ou seja, vendiam parte da produção antecipadamente, determinando um preço para uma data futura. Com isso, quando o vencimento chegasse eles tinham a garantia de receber aquele valor pelas sacas. Para quem comprou, também havia a segurança de ter congelado um preço.

E quais eram os resultados da operação? Quando a data chegasse, o preço determinado no contrato futuro poderia estar maior do que no mercado à vista. Logo, o produtor tinha a vantagem de vender parte da produção por uma cotação mais cara.

Já se o preço do contrato futuro estivesse menor do que no mercado à vista, o produtor enfrenta perdas. Mas continuava com a vantagem de ter previsibilidade nos ganhos. E podia vender o restante da produção pelo preço normal.

Assim, como você pode ver, nem sempre o objetivo do hedge é ter lucros financeiros. É possível ter uma operação vantajosa mesmo com algum nível de perda, pois a segurança foi obtida. O mesmo pode acontecer com quem tem obrigações em moeda estrangeira.

O que é hedge cambial?

Como você viu, o exemplo de hedge na produção rural pode se estender também a quem tem responsabilidades em outras moedas. Imagine que você poupou R$50 mil para fazer uma viagem para os Estados Unidos daqui a um ano.

Talvez o valor seja suficiente para realizar essa viagem hoje. No entanto, como estará a cotação do dólar daqui a 12 meses? Ninguém é capaz de dar uma resposta correta. Nos últimos anos, o real vem se desvalorizando em relação ao dólar.

Assim, é há o risco que uma mesma viagem fique cada vez mais cara na medida em que o tempo passa. Sendo assim, o que fazer para garantir que você conserve o seu poder de compra na moeda estrangeira?

Uma solução seria fazer um hedge cambial, talvez com um contrato futuro de dólar. Como vimos, o contrato tem um preço combinado previamente. Essa pode ser uma estratégia de ficar menos exposto à oscilação do câmbio.

Mesmo que o real se desvalorize, você tem uma operação financeira que congelou o dólar a determinado preço. E se a moeda brasileira se valorizar, a vantagem de previsibilidade para o preço do dólar continua existindo no seu contrato.

Demos um exemplo no cenário pessoal, mas o contexto se relaciona com o de muitas empresas também. É o caso de negócios que trabalham com importação ou exportação e ficam expostos à imprevisibilidade por conta do câmbio. O hedge pode ser fundamental para a saúde financeira deles.

Quais são as vantagens de fazer hedge cambial?

As operações de hedge podem ajudar pessoas físicas e jurídicas a proteger o patrimônio. Em uma carteira de investimentos, por exemplo, estratégias de hedge são úteis para minimizar perdas em tempos de crise. 

Uma maneira muito conhecida de fazer isso é diversificar o portfólio. Outra forma é exatamente o hedge cambial. Além de ser uma solução para quem quer evitar a perda do poder de compra, pode proporcionar também equilíbrio para a carteira de renda variável. 

Isso porque o dólar tem correlação negativa com os investimentos brasileiros. É esperado que, quando a bolsa no Brasil apresenta queda, a cotação da moeda norte-americana aumente. Assim, o hedge cambial também consegue ser útil para quem não tem obrigações em dólar.

Como fazer hedge cambial?

Ficou claro para você o que é hedge cambial e a importância dessa estratégia? A seguir, conheça as principais maneiras de executá-la!

Contrato futuro de dólar

O contrato futuro de dólar, como você viu, é estabelecido com vencimento para uma data futura, e prevê um determinado preço no vencimento. Os ajustes do contrato são diários – e os ganhos ou perdas relacionadas à variação da cotação da moeda são creditados ou debitados da conta do investidor diariamente.

Por conta do funcionamento do mercado futuro, é preciso manter um saldo em conta. 

Contrato de câmbio

O swap cambial é um contrato de câmbio que funciona como hedge. Vamos supor que você tenha recursos investidos em um CDB (Certificado de Depósito Bancário). A rentabilidade está atrelada a um índice, talvez o CDI (Certificado de Depósito Interbancário).

É possível trocar o índice para o câmbio, a partir de um contrato de swap. Essa é uma palavra inglesa que significa troca.

Fundos Cambiais

Os Fundos Cambiais são Fundos de Investimentos focados em câmbio. Assim, são uma forma de atrelar seu dinheiro à moeda fortes, protegendo-o de uma possível desvalorização do real.

Contrato a termo de moeda

Por fim, o NDF (non-deliverable forward) é um contrato a termo de moeda. Seu objetivo é definir uma taxa cambial a ser aplicada em uma data futura. Desse modo, também é possível se proteger das variações cambiais.

Como vimos, o hedge cambial é uma estratégia que visa proteger seu patrimônio. Ele pode servir para manter o poder de compra em moeda estrangeira ou ter equilíbrio na sua carteira de investimentos. Se você tiver essa necessidade, vale a pena considerar a estratégia!

Ficou com dúvidas sobre como fazer hedge nos seus investimentos de maneira adequada? Entre em contato com a Zahl e conte com o suporte de uma das melhores assessoras de investimentos do país!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *