O que é e como funciona um fundo Private Equity?

O que é e como funciona um fundo Private Equity?

Você sabia que comprar Ações não é o único caminho para investir em empresas? É possível aportar recursos em negócios de grande potencial de formas distintas e melhorar o desempenho da sua carteira. Nesse sentido, um dos caminhos envolve saber o que é Private Equity.

Um fundo desse tipo traz uma possibilidade diferente de investir em negócios privados, com bom potencial de ganhos e características diferenciadas. Porém, é preciso ter todas as informações para tomar a decisão adequada.

Pensando nisso, venha entender como funciona um fundo Private Equity e saiba quando ele vale a pena!

O que é Private Equity?

O Private Equity consiste em investir em empresas que ainda não têm Ações negociadas na bolsa de valores. Em vez disso, a negociação acontece de maneira privada. É por isso que a tradução de Private Equity pode ser dada por patrimônio privado ou ativo privado.

A modalidade pode ser aproveitada na forma de um fundo, em que os cotistas se reúnem e oferecem recursos que são alocados via gestão profissional.

Como funciona um fundo Private Equity?

Agora que você já sabe o que é Private Equity, é a hora de entender como funciona um fundo do tipo. Nele, há a aquisição ou o investimento em um negócio de interesse dos investidores. Então, pode-se dizer que o fundo é o responsável por aportar em uma empresa visando sociedade.

Tudo começa com uma avaliação do negócio, que costuma já ser de porte médio e ter um bom faturamento. Após o contato direto com os sócios e acionistas, há uma avaliação sobre o valor de mercado dele. Na sequência, ocorre a negociação para a aquisição de parte da empresa.

Com o acordo fechado, o fundo passa a participar, ativamente, da administração. Com isso, pode direcionar a empresa para melhorar seus resultados e, assim, torná-la mais valorizada.

A expectativa é fazer com que o empreendimento esteja preparado e bem-avaliado para realizar uma oferta pública inicial (IPO) na bolsa de valores, tornando-a de capital aberto.

Nesse momento, o fundo espera obter uma valorização do negócio graças ao preço das Ações no momento inicial e ao longo do tempo. Com isso, ocorre um ganho de capital em relação ao que foi investido e pode haver o retorno direto para os cotistas.

Quais são as diferenças entre Private Equity e Venture Capital?

Abordar o que é Private Capital sem citar o Venture Capital é praticamente impossível. Traduzido como capital de risco, ele consiste em outra estratégia para investir em empresas. A principal diferença para o Private Equity é o tipo de negócio que recebe o investimento.

Como você viu, o Private Equity foca em empresas intermediárias, já consolidadas e com bom faturamento. Enquanto isso, o Venture Capital direciona os recursos para startups e pequenas empresas.

Então ele é uma modalidade de risco, pois foca em negócios que, na verdade, ainda estão se desenvolvendo. Logo, as empresas costumam ter um período de incertezas elevado. Apesar disso, o potencial de crescimento e ganhos também é alto – o que justifica o interesse dos investidores.

Quais são as vantagens do investimento? E os riscos?

Pensando nos benefícios, recorrer a um fundo Private Equity pode ser interessante pelo potencial de ganhos. Como a alocação de recursos acontece em empresas com boas chances de desenvolvimento, o retorno pode ser vantajoso.

Também é válido considerar que se trata de uma possibilidade de diversificar a carteira. Há fundos que investem em setores diferentes, o que ajuda a pulverizar os riscos entre alternativas distintas.

O fundo serve, ainda, como estímulo às empresas, por favorecer o desenvolvimento econômico em geral. Seus recursos como investidor poderão auxiliar o crescimento de negócios e trazer efeitos benéficos decorrentes. Por exemplo, geração de empregos e fortalecimento da economia.

Quanto aos riscos, o Private Equity é menos arriscado que o Venture Capital, por dar preferência a empresas relativamente consolidadas. No entanto, ainda assim se trata de um investimento de renda variável e, com isso, de maior risco.

Mesmo diante das avaliações iniciais, pode ser que a empresa não consiga entregar o desempenho de mercado esperado. Também podem surgir competidores mais fortes ou mesmo haver problemas no controle e gerenciamento do negócio.

Outro risco relevante envolve o possível tempo necessário para que o retorno se consolide. A preparação para a bolsa pode demorar mais que o previsto, o que tende a aumentar seu custo de oportunidade.

Quando vale a pena aproveitar o Private Equity?

Qual sua opinião? Vale a pena investir em Private Equity? Primeiramente, é preciso analisar o seu perfil de investidor e os seus objetivos. Afinal, o perfil de risco do investimento deve estar alinhado com a sua tolerância à volatilidade e às mudanças.

Também é crucial avaliar as características do fundo. Veja qual é a estratégia e quais são as empresas que fazem parte da carteira. Se quiser equilibrar segurança e ganhos, pode-se priorizar um fundo com empresas consolidadas e bom desempenho histórico — apesar de isso não garantir o futuro.

A decisão de investimento depende dessa análise completa, mas também vale considerar o desejo de diversificação de risco e de potencial de retorno. Se você escolher investir, é necessário abrir uma conta em uma corretora de valores que apresente tal alternativa. 

Fique atento, ainda, às necessidades de cumprir alguns requisitos para investir. Em alguns casos, é obrigatório ser um investidor profissional ou qualificado, por exemplo. Embora a possibilidade esteja se tornando mais acessível, não costuma estar disponível para investidores de menor capital.

Sabendo o que é e como funciona Private Equity, você pode aproveitar essa abordagem, caso ela faça sentido para o seu perfil e para os seus objetivos. Não deixe de considerar os critérios mínimos de investimento e a necessidade de ter o apoio de uma boa corretora!

Comece a investir com apoio de uma assessoria de investimentos de qualidade! Entre em contato com a Zahl e aproveite para tirar as dúvidas sobre o Private Equity e outros investimentos!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *