Reserva de emergência: onde investir a sua?

Reserva de emergência: onde investir a sua?

Imprevistos financeiros podem acontecer com qualquer pessoa, a qualquer momento. Se você não estiver preparado, corre o risco de encontrar dificuldades para manter o orçamento sob controle. Por isso, o ideal é ter uma reserva de emergência e saber onde investir o montante.

Com ela, é possível se prevenir de situações atípicas e ter tranquilidade ao enfrentá-las. E investir essa quantia emergencial pode proporcionar que o dinheiro renda ao longo do tempo e tenha potencial igual ou maior de auxiliar você nessas situações.

Mas, onde investir a reserva de emergência? Continue conosco e conheça as principais aplicações que costumam estar alinhadas a esse propósito!

O que é a reserva de emergência?

Inicialmente, vale entender mais um pouco sobre a reserva de emergência. Ela representa uma quantia que serve como um “colchão de segurança”, para o caso de imprevistos e situações adversas acontecerem na sua vida.

Trata-se de um montante que é capaz de cobrir suas despesas mensais durante certo período. Assim, se torna uma ferramenta essencial para aumentar a segurança no seu cotidiano – garantindo acesso aos recursos no momento que precisar.

E, para que ela cumpra o seu papel, é fundamental que a reserva emergencial esteja alocada em investimentos seguros e com alta liquidez.

Como calcular a reserva de emergência?

O valor destinado à reserva emergencial depende do seu padrão de vida. Afinal, a intenção é ser capaz de cobrir seus gastos. O cálculo é feito considerando entre 3 e 6 meses do custo de vida. Em alguns casos, é indicado poupar até um ano.

Quem tiver maior estabilidade no emprego pode definir o equivalente entre 3 e 6 meses. Já na situação de profissionais autônomos, por exemplo, o melhor é se aproximar de um período maior.

Ao mesmo tempo, é preciso ter cuidado para não ter uma reserva de emergência grande demais. Como o valor fica alocado em alternativas seguras e com menor rentabilidade, pode apresentar custo de oportunidade em relação a outros investimentos.

Afinal, os recursos extras poderiam ser investidos com foco em crescer o patrimônio. Portanto, a dica é avaliar sua situação e pensar no tamanho ideal para a reserva financeira.

Quando usar a reserva de emergência?

Como o próprio nome diz, a reserva serve para casos emergenciais. Logo, a ideia é que a quantia esteja disponível para apoiar gastos extras que não estavam no orçamento e não podem ser adiados. É o caso de urgências com saúde, por exemplo.

Além disso, ela também tem o objetivo de lhe proporcionar renda em momentos de impacto salarial ou mesmo perda de emprego. Com a reserva de emergência, você tem recursos para continuar arcando com seu custo de vida até se reorganizar.

Como você pode ver, é indispensável ter disciplina para montar sua reserva e usá-la apenas em casos específicos. Afinal, o uso sem propósito consumiria o valor acumulado e impediria que ele estivesse disponível em momentos de necessidade.

Qual o melhor investimento para reserva de emergência?

Tão importante quanto definir o valor a poupar é saber onde investir a reserva de emergência.

É preciso lembrar que o foco é a segurança, não a rentabilidade. O mais recomendado, portanto, é investir em alternativas com baixa volatilidade e alta proteção.

A liquidez é outro ponto de grande importância. Como as emergências podem acontecer abruptamente, o ideal é poder converter o investimento em dinheiro a qualquer momento. Então, deve-se buscar opções com alta liquidez.

Considerando esses pontos, veja a seguir algumas opções de investimentos para criar a sua reserva de emergência!

Tesouro Selic

O Tesouro Selic é um dos títulos públicos emitidos pelo Governo Federal. Os investidores aplicam o dinheiro e, em troca, recebem uma rentabilidade equivalente a 100% da taxa Selic (que é a taxa básica de juros da economia).

Uma das principais vantagens do título é a liquidez diária. Outro ponto positivo é que o investimento mínimo é baixo, não sendo necessário ter muito dinheiro para começar a investir. Para recorrer a ele, basta ter uma conta em corretora e realizar o investimento.

Quanto à tributação, ela segue a tabela regressiva do Imposto de Renda. Então, a partir de 720 dias de investimento, a alíquota é de apenas 15%.

CDBs com liquidez diária

Os Certificados de Depósito Bancário (CDB) são emitidos pelas instituições financeiras, como bancos. Os recursos captados com investidores servem para realizar as operações cotidianas. Em troca, a instituição oferece uma taxa de juros.

É possível encontrar títulos que têm rendimento prefixado e outros que acompanham um percentual do CDI. Os CDBs podem ter prazos variados, mas no caso da reserva de emergência, o intuito é escolher uma opção com liquidez diária.

Assim como os títulos do Tesouro, a tributação acontece pelo modelo regressivo da tabela de Imposto de Renda. Um destaque da aplicação é a cobertura do Fundo Garantidor de Crédito (FGC) — que garante uma segurança a mais ao investidor.

Fundos de renda fixa

Tanto o CDB quanto os títulos do Tesouro são alternativas de investimentos da renda fixa. Além deles, há como recorrer a alguns fundos de renda fixa para investir sua reserva de emergência.

Os fundos DI, por exemplo, apresentam liquidez diária e focam seus aportes em ativos seguros. Contudo, assim como outros fundos de investimentos, a tomada de decisão é feita por um gestor profissional. Por isso, pode haver custos maiores do que as demais alternativas – e é preciso avaliá-los.

Assim, antes de escolher, é preciso ter cuidado com eventuais despesas, como a taxa de administração. Fique atento, ainda, ao funcionamento do fundo – uma vez que nem todos os fundos de renda fixa são adequados para alocação da reserva emergencial.

Saber onde investir a reserva de emergência é indispensável para ter mais proteção no caso de imprevistos. Afinal, sem liquidez e segurança você corre o risco de não ter acesso fácil ao dinheiro ou precisar lidar com a volatilidade – e eventuais perdas.

Por isso, tenha os cuidados necessários para deixar o montante sempre seguro e disponível!

Quer ajuda para conhecer melhor as oportunidades de investimento para alocar sua reserva de emergência? Então entre em contato conosco!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *