Valuation: o que é e como utilizar esse método para investir na bolsa?

Valuation: o que é e como utilizar esse método para investir na bolsa?

Ao investir na bolsa, é preciso adotar estratégias para escolher as ações de acordo com seus objetivos. Você pode encontrar diversas formas de fazer isso, de modo a basear melhor suas decisões. Uma das possibilidades é entender o que é o valuation.

Esse método é utilizado por diversos investidores famosos, como Warren Buffett. Ele está focado no investimento de longo prazo em ações e pode ajudá-lo em suas escolhas. Que tal entender mais?

A seguir, você verá o que é o valuation e como funciona esse método. Também poderá saber como fazer seu cálculo e investir com base nele. Acompanhe!

O que é valuation?

Valuation é um termo em inglês utilizado em processos de definição do valor intrínseco de negócios. Ou seja, ele serve para que se descubra quanto uma empresa realmente vale. Por isso, se torna um método de análise interessante para quem investe em companhias negociadas na bolsa.

Sabendo o valor de uma empresa, é possível, por exemplo, definir perspectivas para o seu lucro no futuro. Afinal, a cotação das ações pode acompanhar os resultados da companhia ao longo do tempo.

Também é comum utilizar o valuation para determinar se o preço de uma ação está justo, barato ou caro em relação ao valor dela. Assim, é possível definir se é hora de comprar um papel, de mantê-lo ou de vendê-lo — pautado na análise da empresa.

Contudo, você sabe que a renda variável apresenta volatilidade e riscos significativos. Desse modo, é preciso lembrar que o valuation serve para avaliar tendências e fazer projeções, mas ele não dá garantias. O mercado sempre pode se comportar de modo diferente ao previsto.

Valuation e valor de mercado

Um ponto importante para compreender esse método é entender que o valuation difere do valor de mercado. Este último é resultado da multiplicação da cotação da ação de uma empresa pelo número de papéis emitidos. Desse modo, ele se refere ao preço que os investidores e especuladores estão aceitando pagar pela empresa.

Por outro lado, o valuation busca entender o quanto a companhia realmente vale — independentemente da sua cotação no mercado. Por meio dele, portanto, os investidores podem encontrar na bolsa ações cujo preço está descontado em relação ao seu valor justo.

O valor de mercado das companhias negociadas na bolsa brasileira pode ser encontrado no site da B3. Por outro lado, o valuation é o resultado de uma análise — que pode partir de diversos métodos de cálculo e ser mais subjetiva.

Qual a função do valuation?

Agora que você já entendeu o que é valuation se torna mais fácil entender sua função. O principal papel do valuation é basear decisões de investimentos de longo prazo. 

Dessa maneira, ele é utilizado, principalmente, na análise fundamentalista. Você sabe como essa avaliação funciona?

O foco da análise fundamentalistas está nos indicadores mais importantes de um negócio — principalmente em relação à saúde financeira e à solidez. É comum avaliar o balanço patrimonial, as dívidas, o patrimônio líquido e outros fatores.

Tudo isso é importante porque, para investir em uma empresa no longo prazo, é preciso se certificar de que ele tem saúde financeira e perspectivas positivas para o futuro. Assim, os resultados obtidos com o investimento podem ser mais consistentes.

Ao considerar o valuation, portanto, é possível encontrar oportunidades na bolsa e formar um portfólio mais sólido.

Como calcular o valuation de uma empresa?

Se você acredita que esse método para investir na bolsa é adequado aos seus objetivos, vale saber que existem diversas maneiras de calcular o valuation. Dependendo do cálculo aplicado, o investidor terá resultados diferentes. 

A seguir você conhecerá duas maneiras de fazer esse cálculo: a partir dos múltiplos de mercado e o fluxo de caixa descontado. Acompanhe!

Múltiplos de mercado

A metodologia do valuation por múltiplos de mercado utiliza comparações entre empresas com características semelhantes. Dessa maneira, a análise é mais comum quando o investidor precisa comparar dois ativos do mesmo segmento.

Para isso, utilizam-se indicadores como referência. Um dos mais utilizados é o EBITDA, que mede os lucros antes de juros, impostos, depreciação e amortização.

Ao aplicá-lo a duas empresas com características parecidas, é possível fazer uma comparação confiável. Entretanto, é preciso lembrar que não há companhias idênticas. Assim, deve-se ter cuidado para avaliar o resultado.

É importante reforçar, ainda, que o EBITDA não deve ser o único múltiplo fundamentalista a ser avaliado. O ideal é buscar uma análise completa, a partir de um conjunto de indicadores. 

Fluxo de caixa descontado

O fluxo de caixa descontado, também conhecido pela sigla FTD, projeta os lucros da empresa dos próximos anos. Para isso, o cálculo abate um percentual do lucro nessa projeção, buscando replicar as variáveis do mercado.

Esse abatimento é feito por uma taxa de desconto embasada no risco do negócio — também conhecida como custo de capital. A projeção costuma ser utilizada para os próximos 5 anos.

Porém, note que, quanto mais longo o prazo de projeção, maior a incerteza do resultado. Isso também está relacionado com a previsibilidade de ganhos de uma empresa. Esse fator sofre diversas variações, principalmente por conta do setor e do tamanho do negócio.

Por isso, é preciso ter atenção no momento da análise. 

Por que investir com foco em valuation?

Você já entendeu o que é o valuation e como ele pode ser calculado. Mas, afinal, qual é a vantagem de considerá-lo em seus investimentos? Como vimos, as análises baseadas em valuation facilitam a tomada de decisão dos investidores sobre o valor da ação em relação ao seu preço.

Esse método é, inclusive, bastante utilizado por grandes investidores ao redor do mundo. Se utilizado adequadamente pode oferecer a oportunidade de comprar ações de boas companhias por preços descontados.

Como consequência, você tem a chance de montar um portfólio com maior potencial de valorização no longo prazo.

Lembre-se, contudo, que o valuation não deve ser utilizado isoladamente. Uma boa análise precisa incluir, além dos fundamentos de uma companhia, seu perfil de investidor e objetivos financeiros. 

Sabendo o que é o valuation, você poderá aplicá-lo no momento de compor seu portfólio de investimentos. Caso precise de ajuda para utilizar essa estratégia em suas análises, vale a pena contar com uma assessoria de investimentos.

Entre em contato conosco e conte com a Zahl para tirar todas as suas dúvidas sobre o tema!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *