Value investing: tudo o que você precisa saber sobre essa estratégia!

Value investing: tudo o que você precisa saber sobre essa estratégia!

Quando uma pessoa descobre o mercado de Ações, talvez se sinta perdida sem saber em que empresas investir. A boa notícia é que existem estratégias que podem ajudar na escolha dos papéis, de modo que a decisão de investimento seja consciente, como value investing.

O value investing é uma dessas estratégias que ajudam o investidor a ter um norte ao comprar Ações. Inclusive, grandes investidores, tanto no Brasil quanto no exterior, usam essa técnica em busca de bons negócios.

Quer entender o que é value investing e como ele funciona? Neste post, você pode conferir as principais informações sobre essa estratégia de investimento. Continue lendo!

O que é value investing?

Value investing pode ser traduzido como investimento em valor. O ponto central dessa estratégia é encontrar Ações que estão sendo negociadas por um preço menor que seu valor intrínseco. Isso indicaria que elas podem ter maior potencial de valorização.

É importante destacar que o value investing visa objetivos de longo prazo. É preciso ter paciência, esperando talvez anos, até que chegue o momento ideal de fazer a venda. Afinal, uma valorização considerável não ocorre da noite para o dia.

Existem dois tipos de value investing:

  • deep value investing — essa estratégia envolve encontrar papéis extremamente depreciados. Isso geralmente ocorre quando a empresa está em recuperação judicial ou enfrentando outros problemas sérios. Por isso, o deep value investing é mais arriscado;
  • high-quality value investing — a expressão se refere a um value investing de alta qualidade. Tem a ver com encontrar empresas que, apesar de estarem baratas, apresentam uma boa saúde financeira.

Como funciona o value investing em Ações?

Ficou claro para você que o value investing envolve o investimento em Ações baratas para manter por um longo prazo, certo? Contudo, papéis baratos não significam apenas um preço baixo, mas um preço abaixo do valor justo.

Assim, é preciso comparar a cotação do ativo na bolsa de valores com o valor que ele realmente tem em relação à empresa. Afinal, o preço de mercado pode, muitas vezes, estar acima ou abaixo do valor intrínseco da Ação.

Descobrir o valor de mercado de uma Ação é muito simples. Basta consultar sua cotação no home broker ou até mesmo no Google. Mas como calcular o valor intrínseco? Nesse caso, é preciso recorrer à análise fundamentalista e a alguns indicadores financeiros que fazem parte dela.

A análise fundamentalista permite descobrir qual é o valor intrínseco da Ação, mas não é só isso. Ela também ajuda o investidor a entender qual é o nível de solidez da companhia, o que é essencial para o high-quality value investing.

Inclusive, é possível perceber um comportamento interessante quando se trata de value investing. Os adeptos dessa estratégia geralmente não acompanham o efeito manada. Muitas vezes, enquanto outras pessoas estão comprando, eles estão vendendo. 

Enquanto o mercado apresenta uma grande pressão de venda, eles estão comprando — em busca de oportunidades em Ações descontadas. A dinâmica ocorre exatamente em função dos critérios que os investidores da estratégia usam para tomar decisão.

Quem usa o value investing ao escolher Ações?

Na introdução, nós contamos para você que grandes investidores usam o value investing para comprar Ações. Um deles é o famoso investidor brasileiro Luiz Barsi. Ele é a pessoa física que mais investe na bolsa de valores brasileira. 

Como adepto do value investing, ele considera que um investidor deve ser parceiro da empresa em que investe. Por isso, a pessoa deve escolher com cuidado as companhias em que investirá. Assim, ela pode continuar com esses papéis na carteira por um bom tempo.

O norte-americano Warren Buffett também está entre os adeptos do value investing. Ele é um dos investidores mais bem-sucedidos do mundo. Além de ser um value investor, ele dá conselhos valiosos a quem deseja investir.

Entre outras coisas, Buffett explica que é preciso aportar em setores que você conhece bem. Para ele, o conhecimento pode ajudar muito a enxergar se uma empresa é promissora ou não.

Quais são as vantagens de usar o value investing ao investir em Ações?

Agora que você já entendeu o que é o value investing, confira algumas de suas vantagens!

Margem de segurança

Um dos pontos positivos do value investing é a margem de segurança que você tem ao comprar Ações baratas. Afinal, valorizações e desvalorizações são normais no mercado de renda variável. Mas, se o papel foi comprado barato, a margem para lucro pode ser maior.

Do mesmo modo, a margem de prejuízo pode ser menor por já estar na baixa. Contudo, precisamos destacar que não há garantias na renda variável. Logo, os riscos continuam existindo — e são significativos.

Redução de custos

O value investing pode ajudar você a reduzir seus custos com investimentos. O motivo é que existem taxas nas transações feitas na bolsa de valores. Com a estratégia, o investidor faz menos operações — portanto, gasta menos com taxas.

Isso não significa, obviamente, que você deva manter o ativo na carteira se ele não fizer mais sentido. Contudo, a visão de longo prazo pode ajudar você a tomar decisões mais assertivas.

Despreocupação em relação às oscilações de preço

Outra vantagem de quem recorre ao value investing é não precisar acompanhar gráficos de preços com frequência. Afinal, a visão é de longo prazo – e os riscos tendem a ser menores.

Esses investidores sabem que as oscilações são normais e podem não impactar o resultado mais longo. Assim, não precisam se preocupar constantemente com os preços de Ações já compradas.

Investimento consciente

Por fim, podemos citar também que o value investing é uma maneira de comprar Ações de modo consciente. Quem usa a estratégia não compra ativos só com uma visão superficial. Pelo contrário, faz uma análise profunda.

Como visto, o value investing pode ajudar você a encontrar empresas que estão sendo negociadas por preços interessantes. No entanto, lembre-se de que não se pode analisar somente esse fator antes de investir. Faça uma análise completa para decidir se determinado investimento vale a pena para você!

O que acha de contar com ajuda de uma assessoria de investimentos para entender melhor os investimentos em Ações? Entre em contato com a Zahl para conversar com um de nossos assessores!

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *